Em tempos de quarentena, é importante transformar o tédio em melodia. Por isso, a ADUFPA promove nesta sexta-feira, dia 3, às 20 horas, na fanpage da entidade, uma Live Musical com o cantor Almino Henrique. Vamos ficar em casa, ouvir uma boa música, alimentar nossos círculos de afeto, preservar nossa saúde mental e celebrar a importância da vida. O momento é difícil, mas com serenidade iremos fortalecer nossos laços de companheirismo para derrotar Bolsonaro e Mourão.

#FiqueEmCasa

#ForaBolsonaroeMourao

Link: https://www.facebook.com/adufpa.secaosindicaldoandessn

 

Diretoria da ADUFPA lança nota pública acerca da pandemia de Coronavírus, defende mudanças na condução política do país e aponta 10 medidas emergenciais, que inclui o fortalecimento do SUS e a quarentena geral obrigatória, com estabilidade de empregos, pagamento integral de salários, subsídios para os não assalariados e nenhum direito a menos para a classe trabalhadora.

Confira AQUI!

A ADUFPA irá suspender as atividades administrativas a partir deste dia 19 de março. A medida segue a decisão da UFPA, que aprovou no Conselho Superior de Administração (Consad) a suspensão das atividades até o dia 12 de abril, por conta da pandemia do Coronavírus e afim de resguardar as pessoas e evitar a propagação da doença.

Em conjunto com diversas entidades sindicais do Estado do Pará, a ADUFPA encaminhou na manhã de hoje, 26, uma Carta à bancada federal paraense e aos presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e do Senado Federal, Davi Alcolumbre, criticando as ameaças de cortes nos salários e apontando alternativas de arrecadação de recursos para conter a pandemia do Coronavírus.

Confira o documento AQUI!

No início do mês, o Ministério da Educação encaminhou um ofício circular aos gestores das universidades e institutos federais, orientando acerca de despesas com pessoal ativo e inativo, inclusive sobre benefícios e encargos a servidores e empregados públicos. O Ofício Circular nº 8/2020/GAB/SPO/SPO-MEC menciona a Regra de Ouro, que determina obrigatoriedade de não gastar mais que o previsto. Caso descumpram tal norma, os gestores poderão ser enquadrados na Lei de Responsabilidade Fiscal.