Começa nesta segunda-feira, 28, o 9º CONAD Extraordinário do ANDES-SN, que vai avaliar a conjuntura e definir o Plano de Lutas do Sindicato Nacional para o próximo período. Com o tema “A vida acima dos lucros: Em defesa das instituições de ensino, dos serviços públicos e da autonomia sindical!”, o evento vai até o dia 30 de setembro e irá ocorrer de forma virtual por conta da pandemia de Covid-19.

A ADUFPA estará representada no 9º CONAD Extraordinário pelo professor Gilberto Marques como delegado, e pelos docentes Waldir Abreu e Adriane Lima como observadores. O evento deverá reunir representantes docentes das universidades de todo o país e vai debater medidas de enfrentamento ao governo Bolsonaro, em especial a luta contra a proposta de Reforma Administrativa.

O encontro também irá debater questões organizativas e financeiras, com destaque para o processo eleitoral do ANDES-SN, que deveria ocorrer em maio deste ano, mas foi suspenso por conta da pandemia. Para que o Sindicato Nacional não ficasse sem gestão, o mandato da diretoria que encerrou em junho foi prorrogado por 90 dias, devendo ser prorrogado por mais 90 dias neste CONAD, que irá avaliar a questão.

De acordo com decisão de Assembleia Geral da ADUFPA, os representantes da seção sindical no 9º CONAD Extraordinário deverrão defender que as eleições para a nova diretoria do ANDES-SN ocorram ainda este ano e de forma on line.

Na avaliação do diretor-geral da ADUFPA, Gilberto Marques, o CONAD deve otimizar a organização interna da categoria para fortalecer as lutas do movimento docente contra o governo Bolsonaro. “Esperamos que o CONAD consiga construir uma proposta com a agilidade necessária para a renovação da diretoria do ANDES-SN e que, ao mesmo tempo, seja um impulsionador das lutas que estão colocadas nesse momento, como a mobilização contra a Reforma Administrativa e os demais ataques do governo Bolsonaro, entre os quais a questão da democracia nas universidades”, afirmou Gilberto.