No último dia 20 de abril, em meio ao pior momento da pandemia da COVID-19, e com menos de 15% da população vacinada, a Câmara dos Deputados aprovou o PL 5595/2020, que torna aula presencial, na educação básica e superior, “serviço essencial”. Agora o Projeto segue para o Senado Federal e não podemos permitir que seja aprovada mais esta crueldade genocida de Bolsonaro e seus comparsas que estão empenhados em aplicar de forma radical sua necropolítica no Brasil.

Além disso, também não podemos desconsiderar que o projeto de lei aprovado na Câmara dos Deputados traz também consequências que vão além da pandemia. Ao definir aulas presenciais como “serviço essencial”, estará, na prática, criminalizando o direito à livre expressão e o direito de greve (assegurado nos artigos 9º e 37° da Constituição Federal). Também avaliamos que o PL 5595/2020 fere a democracia e a autonomia universitária, princípios consagrados na Constituição Federal e na Lei de Diretrizes e Bases da Educação.

Portanto, é URGENTE nossa mobilização! Exigimos VACINA NO BRAÇO e COMIDA NO PRATO, isso sim é ESSENCIAL!

Vamos ligar e enviar emails para pressionar o Senado Federal contra essa atrocidade! Só podemos voltar às aulas presenciais com uma vacinação em massa da população e dos servidores da educação, com garantia das condições sanitárias seguras ao exercício das atividades educacionais!

SENADORES DO PARÁ (PA)

Jader Barbalho (MDB) - (61) 3303-9831 / 9827 / 9832 - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Paulo Rocha (PT) - (61) 3303-3800 - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Zequinha Marinho (PSC) - (61) 3303-6623 - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

#VacinaçãoPraTodosJá #ForaBolsonaroeMourão #NãoAoPL5595