Com o tema “Impactos e Desafios do Trabalho Docente na Pandemia”, começou hoje, 10, o V Encontro de Docentes da UFPA. A proposta do evento é aprofundar as discussões sobre temas fundamentais para a garantia da educação pública, gratuita e de qualidade. A programação segue até sexta-feira, 12, em ambiente virtual, com transmissão por meio canais do Facebook https://bit.ly/30qp0Gv e YouTube: https://bit.ly/30qp0Gv

Os participantes receberam as boas-vindas com a poesia de Antônio Juraci Siqueira e Heliana Barriga. Dirigentes da Adufpa, da ANDES-SN, do Sinditifes, Sinduepa e CSP Conlutas compuseram a de abertura. Durante os pronunciamentos, se destacou o cenário atual da pandemia do coronavírus, a garantia de sobrevivência da população diretamente impactada e necessidade de políticas eficientes de enfrentamento.

Os ataques gestados pelo governo Bolsonaro, o desmonte do ensino público e o Ensino Remoto Emergencial (ERE) como projeto do Capital, tema que será abordado nesta quinta-feira, 11, também foram assuntos pontuados durante a abertura do encontro. “As universidades públicas são fundamentais para combater a covid-19. Consequentemente, é preciso reforçar a luta em defesa da ciência e dos serviços públicos. Para termos êxito nisso temos que reforçar a luta pelo "fora Bolsonaro e Mourão". Num cenário de muito obscurantismo, nos resta teimar em cultivar a esperança”, destacou o diretor-geral da Adufpa, Gilberto Marques.

No primeiro dia de programação, o debate trouxe à pauta “A Reforma Administrativa do governo Bolsonaro – EC Nº 32 e seus Impactos nas Universidades Públicas”. O professor doutor da USP, Marcus Orione, contextualizou o cenário em que se forma a PEC 32, fazendo um resgate da origem do capitalismo brasileiro, com a crítica permanente entre essência e aparência, que tende a ocultar a forma violenta da exploração da mão de obra. “É nessa premissa que nasce a Reforma Administrativa, aproximando o público do privado, colocando elementos desconstrutivos ao serviço público”, disse.

Orione indicou três pontos cruciais que revelam a tentativa de desconstrução do governo contra o serviço público: a perda da estabilidade, o aumento das contratações temporárias e a militarização do ensino superior. “A contratação temporária é perniciosa e sugere que em caso de greve pode haver contratação que, junto com o fim da estabilidade dos servidores, é um barril de pólvora”, observa.

O segundo convidado foi o professor doutor Luíz Henrique Schuch, da Universidade Federal de Pelotas (Upel). Em sua exposição, ele lembrou que o processo de privatização dos serviços públicos vem sendo orquestrado há anos culminando na proposta da Reforma Administrativa, que traz em seu texto fragilidades propositais e itens de desconstitucionalização que deixam óbvios seus objetivos. “A PEC 32 funciona mais ou menos como uma pinça, de um lado ela postula esse novo regime para o Estado, e, por outro lado, cria ações e instrumentos para executar e operar os conceitos. E sempre com a satanização dos serviços e dos servidores públicos”, ressalta.

O encontro segue nesta quinta, 11, às 14h, abordando os impactos do Ensino Remoto Emergencial (ERE) na Educação Superior e no Ensino Básico Técnico Tecnológico (EBTT). Participam do debate o professor doutor Lalo Minto, da UNICAMP, a professora Claudia Baigorria, da Universidad Nacional del Litoral, Santa Fé/Argentina e a professora Renata Flores, do Colégio de Aplicação da UFRJ.

Confira a programação dos próximos dias:

 

Dia 11/03/2021

Mesa 03 – O ERE e seus Impactos na Educação Superior e EBTT; (de 14h - 16h)

Mediadores/as:

Luciene Medeiros - Adufpa.

Ivan Neves - Adufpa.

José Carneiro - Adufpa.

Expositores/as:

Prof. Dr. Lalo Minto - UNICAMP (14h – 14h25min). 

 Prof.ª Claudia Baigorria – Universidad Nacional del Litoral, Santa Fé - Argentina (14h25min – 14h45min).

Prof.ª Renata Flores – Colégio de Aplicação da UFRJ (14h45min - 15h10min).

Debate: de 15h10min – 16h10min

 

Mesa 4 -  Luta contra as opressões nas universidades (de 16h10min – 18h10min)

Mediadores/as:

Dalva Santos - Adufpa.

Adolfo Neto - Adufpa.

Expositores/as:

Prof.ª Dra. Caroline de Araújo Lima – UNEB (16h10min - 16h40min)

Prof.ª Dra. Lilian Sales – UFPA/Castanhal (16h40min – 17h10min)

Debate: de 17h10min às 18h10min

 

Dia 12/03/2021 

Mesa 05 - Financiamento da Educação Superior (8h30min – 10h30min)

Mediadores/as:

Fátima Moreira (Adufpa).

Welson Cardoso (Adufpa).

Expositores/as:

Prof. Dr. Luiz Fernando Reis - UNIOESTE. (8:30h - 9:00h).

Prof. Emerson Duarte Monte - UEPA.  (9:00h - 9:30h).

Debate: de 9h30min - 10h30min

 

Mesa 06 – Carreira Docente na Educação Superior e na EBTT (10h30min – 12h30min)

Mediadores/as:

Andrey Faro - Adufpa.

Ailton Miranda - Adufpa.

Expositoras:

Prof.ª Dra. Eblin Farage (UFF) -  Educação Superior (10h30min - 11h).

Prof.ª Dra. Jennifer Webb Santos (UFPA) – EBTT (11h – 11h30min).

Debate: de 11h30min – 12h30min

 

Encerramento (de 12h30min - 13h)

Síntese das apresentações, encaminhamentos e saudação final.